O saber não é algo meramente académico nem exclusivo dos que estudam ou tiram cursos superiores. Tantas e tantas pessoas que não sabem ler nem escrever mas sabem, sabem muito e sabem bem. Cultivar a terra, utilizar as ferramentas não será saber? Para além disso, quanta gente nos dá verdadeiras e profundas lições de vida, de valores e de educação que estão para além do que se aprende nos livros?
É o livro da vida o que mais nos ensina. Por séculos e séculos, de geração em geração, quanto saber autêntico chegou até nós? Quantas pessoas que não sabiam ler nem escrever nos transmitiram verdadeiros testamentos de vida?
Por outro lado, quantas outras, hoje, cheias da sabedoria dos livros, não passam de seres inúteis e inválidos que nada transmitem de bom ao nosso mundo! … (P.C.L.)

Deixar uma resposta