Sempre que me coloco numa atitude crítica sobre mim próprio, na condição de pecador, e sobre o mundo, na condição de que sou um minúsculo ser, à luz da Palavra de Deus, que vejo?
– Que a mentira vale mais do que a verdade e a hipocrisia mais que a lealdade;
– Que a superficialidade se sobrepõe ao essencial e a aparência encobre a realidade;
– Que o exterior cresce mais que o interior, e o material mais que o espiritual;
– Que a imagem ocupa um lugar superior ao da pessoa que verdadeiramente somos;
– Que a roupa limpa que mostramos se veste sobre um corpo limpo e um coração sujo;
– Que a expressão religiosa exterior é muito mais conceituada do que a vida cristã:
– Que há muito verniz em cada um de nós a tapar a podridão e o caruncho;
– Que a vaidade e o orgulho nos afastam para tão longe da graça de Deus! … (P.C.L.)

Deixar uma resposta