É comum ouvir-se esta expressão: Sou católico não praticante. Perante esta afirmação poderia eu fazer outras afirmações como ser médico não praticante, ser jogador de futebol não praticante, ser electricista não praticante, ser padre não praticante, ser estudante não praticante, ser condutor de automóvel não praticante, ser educado não praticante, ser músico não praticante, etc., etc. etc. … Algumas destas afirmações até poderão fazer sorrir pelo anedótico que comportam, outras talvez não. Isto traz-nos à realidade do dia-a-dia. Uma pessoa educada só o será se puser em prática as regras da boa educação, porque de outa forma é só teoria. Se reduzirmos a religião a um conjunto de teorias bonitas não vamos longe. Poderemos tornar-nos numa embalagem com um rótulo que não corresponde ao conteúdo. Por isso, um cristão só o pode ser verdadeiramente se se tornar praticante do ensinamento de Cristo. P.C.L.

Deixar uma resposta