O essencial da vida, nas suas mais diversificadas expressões, desde as mais básicas realidades às mais complexas, é a prática daquilo que se aprende. Não deixa, porém, de ser verdade que as razões de suporte devem ser estruturadas e conhecidas. O conhecimento teórico deve conduzir à prática e esta deve encontrar um suporte sólido na teoria.
A expressão religiosa não está nem pode estar fora desta perspectiva: aprofundam-se os conhecimentos, desenvolve-se a fé, aprende-se a doutrina. Todavia, não se pode ficar por aqui: tem de se passar à prática. Que adiantaria a alguém saber de cor toda a Bíblia se não pusesse em prática a sua mensagem? Que adiantará a alguém saber todas as regras da boa educação e do civismo se não as aplica às realidades de cada momento?
Disse Jesus: ” Vocês são o sal da terra, vocês são a luz do mundo. Façam brilhar a vossa luz diante de toda a gente. Vendo as vossas boas obras dêem louvores ao Pai do Céu”. (P.C.L.)

Deixe uma resposta