Um dos grandes problemas da sociedade actual encontra a sua raiz numa dupla e enorme dificuldade: por um lado a falta de condições que os pastores verificam na definição dos princípios e valores que presidem à sua missão; por outro lado, acresce à falta destes princípios a superficialidade e o imediatismo por que se regem leis e pessoas.
Concretizo: As vozes daqueles que verdadeiramente podem e querem imprimir projectos sérios e úteis são completamente abafados por forças contrárias, a quem só interessa uma sociedade sem valores, sem identidade, sem convicções. Criam-se, com habilidade, movimentos contrários à boa educação, ao respeito, à exigência da vida que desembocam em caminhos de destruição dos indivíduos e das instituições.

Vozes que nada dizem têm acolhimento e audiência permanentes. Vozes que alertam para as realidades e perigos, … quem as escuta, na Escola, na Família e na Igreja? … !!! (P..C.L.)

Deixar uma resposta