Falar em Seminários significa falar em sacerdotes, em vocação, em missão, em evangelização, em paróquias, em famílias, em linhas cristãs da vida e de uma fé que dá frutos.
Porém, a vocação não se reduz a este caminho. Não há ninguém que não seja chamado por Deus. Todos, absolutamente todos, somos despertados por Deus em ordem a uma missão concreta por caminhos bem concretos, ainda que diferenciados. Há lugar e missão para todos.
Mesmo quando pensamos que, não tendo fé, ficamos fora do projecto de Deus, tal não é ajustado: todos somos chamados a viver, pelo menos aquilo que eu considero, uma vocação de utilidade pública. Ninguém pode ser inútil, ninguém deverá ficar indiferente aos outros, ninguém poderá fazer girar o mundo sobre si próprio mesmo que se sinta o centro de tudo.
Um mundo com lugar para todos e todos na construção do bem e da felicidade.

(P.C.L.)

Deixar uma resposta