Toda a vida Jesus foi já uma ressurreição, na medida em que Jesus sempre propôs e testemunhou pelo Seu estilo de vida perspectivas de vida nova e mundo novo. Começa aqui a mudança: A salvação que sempre propõe não é mais do que um caminho percorrido e a percorrer porque nunca acabado.
A forma como Ele se identifica com este caminho não foi e não é ao jeito das pessoas ou ao gosto de cada um: é absolutamente radical e livre, mas sem fanatismos: Quem me quiser seguir tome a sua cruz e siga-me. Trata-se de uma decisão corajosa!
O abanão que dá a uma religião moribunda ou mesmo já morta é causa suficientemente forte da Sua destruição física, mas nunca do seu projecto!
Ressuscitando eu com Cristo no meu viver, associo-me a esse projecto de vida nova que vai desabrochando em mim e nos que não estão contentes consigo próprios. P.C.L.
Nota: escrito em desacordo ortográfico!

Deixar uma resposta