A comemoração dos fiéis defuntos é um encontro privilegiado que celebra aquilo que é essencial na passagem das gerações. Mais do que chorar a desgraça da morte celebramos a graça da vida na memória dos antepassados. Nem tudo na vida deles como na nossa está marcado positivamente. Porém, a herança que nos transmitiram é uma riqueza incalculável. Não me refiro aos valores materiais, quase sempre motivo de discórdia para quem fica; refiro-me aos valores morais, espirituais, educativos, culturais, familiares e outros.
São estes valores que dão sentido ao nosso viver e à construção diária do mundo que é nossa obrigação tornar melhor, mesmo quando distanciados da vivência da fé.

São estes mesmos valores que, iluminados pela Fé, dão sentido pleno a tudo quanto fazemos no dia-a-dia, e sentido de eterna felicidade com Deus para além da própria morte. (P.C.L.)

Deixar uma resposta